Escolha uma Página

O Alecrim e os escombros da democracia

Nos últimos meses, trabalhadores e trabalhadoras do Alecrim, em Natal, vêm se mobilizando contra as intenções do município em promover o “reordenamento urbano” do bairro, medida que atinge diretamente o comércio informal e de rua. Sabe-se muito bem que a alcunha de “reordenamento” corresponde a um linguajar pavoneado para encobrir as verdadeiras nomenclaturas de práticas dessa natureza: higienização, gentrificação e completo servilismo aos propósitos predatórios do capital especulativo e imobiliário.

Série Fotográfica: Trabalhadores do Alecrim

Série de fotografias sobre o bairro do Alecrim, que vê o comércio popular, sua principal marca, ameaçado graças ao projeto de “reurbanização” tocado pela prefeitura do Natal. Tal “reurbanização” pretende acabar com o camelódromo e com o teatro Municipal Sandoval Wanderley, deixando mais de 1000 famílias de trabalhadoras e trabalhadores sem qualquer amparo.